segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Verdade não tem fim


Amor de verdade
Não se apaga
Não se esqueci.

Não se destrói um amor assim
Tem sentimento que e pra vida toda

o tempo passa, a morte vem
Mas amor de verdade ultrapassa barreiras
E vive outras vidas, buscando esse mesmo alguém

Apagar o numero da agenda
Rasgar fotografias e cartas,
Não apagam lembranças da mulher amada
Que foram atuadas na mente e no coração

Fugir e negar é uma opção 
Nenhum abraço e aconchego ira apagar o amor verdadeiro
Nem tão pouco o cheiro que ficou no travesseiro
O gosto do corpo e do beijo
Que fez as duas ficar dependente de amar.



quarta-feira, 26 de julho de 2017

Desejo

Se os pensamentos se materializasse 
Meu mundo teria cor
Seria perfumado e florido 
Você não estaria longe 
E sim aqui comigo 

terça-feira, 25 de julho de 2017

Triste rotina



As noites já não são mais tranquilas 
A insônia, os medos fazem parte da minha rotina 
A tristeza a dor que assola meu coração 
Sinto-me morta 
Só que uma morta que respira assustada na madrugada 
Nada mas me dá o sossego de antes 
E meu coração anda triste e doido 
Já não sei quando durmir e nem sonhei
É tantos pensamentos desencontrados 
E você ?
Onde está você? 
Cansada disso tudo
Não tenho mas sorriso 
Estou abatida e triste 
Queria dormir meia hora que fosse 
Só pra sonhar com você e preencher esse vazio que tem no meu peito
Sinto-me me morta 
Triste
As noites demoram a passar
Fecho os olhos pra tentar enganar essa insônia que me atormenta 
E esses pensamentos que se cruzam e me entorpece a alma de medo 
Eu só queria poder dormir por alguns minutos 
E sonhar com você 


segunda-feira, 24 de julho de 2017

O poder do amor

O amor ainda é a minha inspiração
Não adianta o mundo me mostrar o contrário 
Eu acredito no amor 
Na existência do bem 
Não adianta querer me provar o contrário 
Não são as dores e tristezas que vai mudar isso dentro de mim 
Quem quiser que delete esse sentimento da vida
Eu não vou fazer isso
Fui criada com amor 
Minha essência é amor 
Então, não adianta querer me provar a contrario 
Eu já fui amada, odiada, ignorada
Eu também amei, jamais odiei, mas já ignorei 
Não guardo rancor nem magoa de ninguém 
Mas sou vítima do rancor e das mágoas que causei
Eu sou de perdoar até quem já me feriu
Quem me jogou num buraco escorregadio
Lutei e estou aqui
Sem raiva de ninguém 
"Amo como ama o amor"
E dentro de mim não tem espaço pra rancor.