sexta-feira, 1 de julho de 2016

Medo na madrugada

Medo me consome a alma
O barulho da noite silenciosa
Medo de perder você
Estou presa aos meus pensamentos
A noite está escura
Chove lá fora
Ventos soprando os galhos
Assobiando uma canção triste de saudade
Não consigo me mexer
Estou quieta, deitada com medo de tudo
Esse silêncio que me atordoa
As roupas dançam na corda
No compasso desgovernado indo de lá pra cá
As lâmpadas encobertas pela chuva
As gotas parecem cristais
Caindo nas poças d'água feito pedaços de pedra
Estou paralisada,
esse medo do nada me consome
Fecho os olhos tentando dormir
Me vem você
O coração dispara amedrontado
Tenho Medo de te perder.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê vida ao blog, deixe seu comentário ele é muito importante