terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Ciúmes

 Tenho ciúmes dos teus olhos 
Ciúmes da sua boca, da sua voz macia 
Tenho ciúmes de você 
Do jeito que anda 
Das blusas decotadas que veste 
Das mãos delineadas e das unhas pintadas 
Ciúmes quando canta pois sei que encanta 
Tenho ciúmes das suas noites dormidas, dos sonhos sonhado
Da música ouvida 
Ciúmes das sandálias que calça 
Do jeans que te aperta
Do batom que te enfeita 
Tenho ciúmes de tudo
Do vinho que bebi e te embriaga de prazer 
Da delicadeza que segura a taça 
E do perfume que me enfeitiça 

Um comentário:

  1. Ciume sntimento que nos torna vulneral, quase sem defesa

    Anita nascimento

    ResponderExcluir

Dê vida ao blog, deixe seu comentário ele é muito importante