sábado, 24 de novembro de 2012

A vida que segui


Não a mais nada a fazer, nada mais a dizer, nada mais pra decidir, nada mais pra discuti
este é o fim
quando já não  a mais vontade de compartilha
quando não tem mais assunto pra se falar
quando já não a mais nada pra se curtir
não adianta existe
Os olhos não querem mais se cruzar
As bocas já não quer mais se tocar
e o corpo não quer mais responder
Não adianta mais tentar
quando não tem mais motivo pra brigar
quando a toalha jogada na cama já não faz mais diferença
quando aquela musica toca e os corpos já não dançam
acabou
por mais que a cabeça não admita
por mais que os anos persistam
o coração já entendeu que ta na hora da partida
melhor guarda as lembranças queridas
e na despedida, não dizer adeus
um ate logo, um ate breve, ou quem sabe um dia
seguir, não é morrer
caminhar,
Agora é só você, reescreva sua historia, sem lamentar, o que foi e o que será.
olhar pra frente pro que virar.

























Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê vida ao blog, deixe seu comentário ele é muito importante