quinta-feira, 25 de outubro de 2012

O celular


Não imaginei que tão cedo eu iria te escutar
Não esperava, mesmo esperando que iria ligar
Surpresa?
Foi, e eu gostei
Coisas da vida?
Não sei
Só sei que a surpresa me fez bem
Chegar de mansinho assim é bom
Dá frio na espinha
Faz o coração palpitar
Nada acontece se não tiver que acontecer
O corpo só embala, quando quer se envolver
Dentro da taça o balsamo do amor
Champanhe, ou vinho rosé
Não importa
Se vier de surpresa na madrugada
Trazida pelo orvalho da noite e o luar

Um comentário:

Dê vida ao blog, deixe seu comentário ele é muito importante