quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Solidão


Durante as inumeras noites que fiquei sem dormir.
As inumeras noites que acordei no meio da noite angustiada.
Uma estrela me fazia companhia da janela do meu quarto.
Parece que ela conversava comigo
as vezes seu brilho era intenso e as vezes piscava como se me dizesse você não esta só
E era exatamente assim que me sentia, sozinha aquela noite.


Um comentário:

  1. Tão triste nasceu hoje o Verão
    Tão agreste sopra este colérico vento
    Tão molhada está esta verde terra
    Tão cinza está um coração em desalento

    Mentem os que disserem que perdi a Lua
    Os que profetizaram o meu futuro de luz
    Mentem os que acharam que não me visto de sentimento
    Os que acham que apenas a mentira seduz

    Acolhi no olhar todas as coléricas vagas que alcancei
    Abracei uma roseira e senti o golpe dos espinhos
    Senti o aroma errante das hortênsias
    Numa viagem por sete caminh

    Bom fim de semana

    Doce beijo

    ResponderExcluir

Dê vida ao blog, deixe seu comentário ele é muito importante