sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Por uma borboleta



Andei algum tempo buscando algo pra me inspirar, confesso que tentei por varias vezes escrever, lembrei do passado, coloquei a trilha sonora da minha vida, sair, fui a lugares que me faz lembrar de coisas boas, e de coisas ruins, não me importava de onde viesse, se era da dor ou da alegria, eu queria mesmo era fazer o que faço agora, escrever.
Isso me faz sentir a essência da vida, passei noites em branco, andei por bares, bebi todas, revi amigos, sair pra beber quase todos os dias e nada da inspiração chegar.
E depois de tantos sorrisos forçados, disfarçando a tristeza que havia dentro de mim, dessa vez eu sorrir de verdade, durante a conversa informal com uma Representante de cartões pra floricultura fomos descobrindo algo em comum, mesmo signo, mesmo gosto musical, torcíamos pro mesmo time, e o que era mais incrível  musica de dor de cotovelo fazia ela lembrar alguém que a fez sofrer, a mim de alguém que foi embora pra nunca mais voltar.
Ganhei um presente depois de termos fechado um negocio, um chaveiro lindo de vidro com uma borboleta, que ilumina quando é tocada, como ela adivinhou que eu sou apaixonada por borboletas?
Simplesmente era também seu bichinho favorito, ela também era uma apaixonada por borboletas e eu depois dessa gentileza, tirei o CD que eu escutava e que a fazia ter tantas lembranças, coloquei uma dedicatória e antes dela sair a presenteei com o mesmo, um abraço, um beijo no rosto e um inicio quem sabe de uma amizade, sempre que eu olhar pro chaveiro vou lembrar dela e tenho certeza que ela quando escuta o CD também vai lembrar de mim, e não só das lembranças tristes, duas pessoas totalmente diferentes uma da outra, mais com gostos parecidos.
E eu, Eu estou de volta!

amém?

Um comentário:

  1. Amém igreja kkkkkkkkkkkk
    Boas vindas estava sentindo saudades tua.Marlene

    ResponderExcluir

Dê vida ao blog, deixe seu comentário ele é muito importante