quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Entre elas



Estavam as três amigas, brigadas com seus namorados, chorosas uma desabafava com a outra, enquanto bebiam, e lá pela madrugada já haviam consumido uma garrafa de Whisky e comido quase todos os frios que havia na casa. como havia acabado o Whisky uma delas foi na adega e trouxe a garrafa de vinho que o namorado guardava para uma noite especial, e elas três riam de tudo naquele momento, já estava todas com um teor de álcool grande no corpo, e tudo era motivo de riso e de lagrimas, colocaram musica e começaram a dançar e a rir ao mesmo tempo, as musicas era sugestivas pela tom e sensualidade que a musica causava, uma das moças começou a fazer um strip tese e isso foi contagiando uma a outra quando as trés se vira estavam de lingerie, e a musica da cantora Sade tocava e a sensualidade se aforava entre as meninas, foi quando uma delas se desequilibrou e caiu em cima da outra, pronto foi o que estava faltando pra tudo acontecer, os olhares se cruzaram e quando deram em si já estava se beijando e começaram a sorrir e a coisa foi ficando seria e as meninas começara a se esfregar uma na outra as bocas não se desgrudavam a amiga que estava ao lado também se empolgou deitou-se ao lado e começou a acaricia aquela pele macia e com os dedos contornava aquele bumbum aredondado e por fim colocou suas mãos por dentro da calcinha puxando-a pra baixo  ajoelhada começou a beija e passar sua língua naquelas nádegas arrebitadas, enquanto as outras ainda se beijavam, e começou ali uma descoberta entre as três, continuavam a beber e banha os corpos com aquele vinho caro e raro que estava guardado a 7 chaves, se tocavam delicadamente uma sugava o seio da outra embebido com vinho, as três se amaram, gemiam, e gozaram como nunca haviam tido tal sensação, uma explosão de descobertas e orgasmos tomou conta das três amigas, que depois de uma noite de loucuras descobertas, bebidas e prazer caíram no sono uma ao lado da outra, a primeira a acorda, viu que estavam todas nuas, garrafas espalhadas roupas calcinhas e soutiens todos unidos pala luxuria da noite, ela sentada sentada colocou a mão na cabeça que pesava por conta da ressaca e um sorriso de canto de boca surgiu, levantou-se e foi se banhar, não acreditando no que havia acontecido, não era nada de arrependimento era que no fundo ela lembrava de alguns momentos e gostava da cena que vinha a sua mente, vestiu o roupão e preparou o café pra ela e as meninas arrumou duas bandejas e colocou onde as outras se encontrava, e com um beijo carinho despertou-as, uma ressaca generalizada entre as três uma olhava pra outra e se perguntavam o que havia acontecido em silêncio ninguém dizia nada o café foi tomado em silêncio e depois que tomaram seus banhos as três sentadas permaneceram ali uma olhando pra outra e o silêncio foi quebrado pelo toque do celular, que não foi atendido, de cabeça baixa, as três começaram rir e sem dizer nada se abraçaram, juntaram suas mãos e em um grito de guerra, falaram "unidas para sempre" e o segredo daquela noite ficou guardado pra sempre com elas três

Um comentário:

  1. Estória muito excitante...como é gostosa a cumplicidade entre as pessoas...é uma pena que só podemos ter cumplicidade com algumas poucas pessoas...pouquissimas mesmo!

    beijos

    ResponderExcluir

Dê vida ao blog, deixe seu comentário ele é muito importante