quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Nova paixão


Depois de algum tempo, entreguei-me a uma nova paixão
Saciei meus desejos e degustei sua boca com tamanha pureza
Não tive pressa, levei algum tempo admirando tua  beleza
Deslizei meus dedos naqueles cabelos loiros
E deixei que minhas mãos percorresse aquelas curvas perfeitas
Que os meus braços transpassem pelas suas costa macias e sem defeitos
Me permite tocar teus seios e deixar minha linguá deslizar, naquela pele rosada
Como é bom sentir o prazer, de dá prazer
Sem medos,
Nosso corpos numa combinação perfeita
E aquela canção que insistia  em tocar ao lado
tornou-se naquele momento nossa canção
Eu,você  se amando e se afogando de caricias e beijos
O mundo parado vislumbrando nosso momento

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Esse é o momento


Esse é o momento pra ti amar
Esse é o momento pra me entregar nos seu braços
Esse é o momento pra reviver e viver novamente esse amor interrompido
Esse é o momento que na minha vida faltava
Você de novo em meus braços
Anda de mãos dadas na praça
Correr feito crianças na praia
Roubar um beijo no escuro do cinema
Sorrir depois de se amar
Brincar na cama de esconde esconde
E debaixo de chuveiro namorar
Enquanto a água de chuveiro tenta em vão o fogo apagar.
Esse é o momento que faltava
Esse é o momento que eu buscava
Esse é um momento de paz da minha alma
Quero correr contra o vento
Em busca do seu cheiro
Quero enlouquecer em sua boca
Matar a sede com seus beijos
Quero beber do liquido do seu sexo
Me viciar, me matar provando de você
Esse é o tempo de viver
Esse é o momento
E não vou mais te perder.

sábado, 24 de novembro de 2012

Palavras que machucam



As vezes é preciso aceitar as coisas, pra não entrar em discussões
Por que palavras machucam, ferem, podem até ser perdoadas, mais deixam cicatrizes profunda
E nada impede dessas cicatrizes abrir de novo
E quando aberta, fecha-las fica muito mais difíceis
Pra quem fala, pra quem faz é fácil esquecer
E nada pior que ficar levando as coisas como nada tivesse acontecido, por que aconteceu.
A cabeça não esquece, e os sonhos, pesadelos não permitem que seja esquecido
O coração doe
A angustia castiga o peito, embasa os pensamentos
É preciso pensar é preciso se calar, é´preciso baixar a cabeça e escutar o silêncio do outro,
Calar, não é provocar,
Calar não é fazer pouco do sofrimento do outro
Calar é a mais dura prova de amor que se dá
Por que se as palavras que sai da sua boca machuca, imagina as palavras de quem retribui,
E não fala por que quer machuca, fala pra ver se outra se cala, e ai fica uma guerra de agressões que não vai levar a nada, e nisso vai se perdendo o respeito, o amor próprio, a ferida toma proporções que vai ser difícil cicatrizar, ai a pessoa se torna reservada, e é vista por outros como uma pessoa fria, mais não é assim, as circutâncias a fizeram assim, o medo de ser machucada novamente  a torna uma pessoa fria, mais quem consegui ultrapassa aquele escudo protetor, vai conhecer a melhor pessoa do mundo.
A vida é um mistério, os seres humanos é um mistério.
Hoje se esta sorrindo e amanhã vai esta chorando, esse é o ciclo da vida
Se vive e se morre
Se apaixona e se desapaixona na mesma proporção.
Por que fomos feito com imperfeições
Confiança não se compra com palavras, confiança se conquista.
Amor é eterno,
O amor é pra sempre
Não é errado amar duas pessoas
É errado odiar as pessoas
Palavras deixam marcas
Toda ação leva a uma reação.
Tem um ditado que diz: "Não faça com os outros o que não quer que faça com você".
Eu sou super amada, sou querida, sou amiga, por que eu só dou aquilo que quero de volta
A lei do retorno existe
Então pense
Se cale se for preciso
Mais não diga palavras rudes, feridas deixam marcas.

A vida que segui


Não a mais nada a fazer, nada mais a dizer, nada mais pra decidir, nada mais pra discuti
este é o fim
quando já não  a mais vontade de compartilha
quando não tem mais assunto pra se falar
quando já não a mais nada pra se curtir
não adianta existe
Os olhos não querem mais se cruzar
As bocas já não quer mais se tocar
e o corpo não quer mais responder
Não adianta mais tentar
quando não tem mais motivo pra brigar
quando a toalha jogada na cama já não faz mais diferença
quando aquela musica toca e os corpos já não dançam
acabou
por mais que a cabeça não admita
por mais que os anos persistam
o coração já entendeu que ta na hora da partida
melhor guarda as lembranças queridas
e na despedida, não dizer adeus
um ate logo, um ate breve, ou quem sabe um dia
seguir, não é morrer
caminhar,
Agora é só você, reescreva sua historia, sem lamentar, o que foi e o que será.
olhar pra frente pro que virar.

























quinta-feira, 15 de novembro de 2012

cansada


tantas perguntas
tantas cobranças
tantas reclamações
tantas comparações
acha mesmo que isso é amor?
acha mesmo que vai conseguir algo assim?
amar é se doar
quer ser dona de alguma coisa?
compre um cão
compre um carro
Eu não nasce nem pra mandar e nem pra ser mandada
Quer mesmo alguém só sua
aprenda a respeitar
aprenda a entender
ninguém vive só de amor
viajar, comprar, festejar
quer mesmo me ter
respire por você
nunca deixe que sua mão direita saiba o que a esquerda fez
E triste dá e depois cobrar
não sou o que você quer
sou o que aprende a ser
eu sei amar
eu sei guarda
sei respeitar
só não aprende a obedecer


t

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Amor, Paixão


Eu havia esquecido de como era maravilhoso ter alguém ao meu lado
Alguém especial
Alguém minha
E você me devolveu essa vontade de viver
devolveu a alegria de sorrir sem estar com vontade de chorar
Eu decobrir em você a paz que preciso
A tempestade que me faz caminhar
Você é sossego e agonia
Lucidez e loucura
A calma do AMOR
E o fogo da paixão

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Vasculhar, mudar


"Hoje eu vou mudar, vasculhar minha gavetas, joga  fora sentimentos e ressentimentos tolos..."

Essa frase se encaixa perfeitamente, em minha vida hoje, por que é isso que busco, é isso que quero
Vasculhar minha alma
Vasculhar meus sentimentos
Varrer, limpar as gavetas do meu coração
Joga fora sentimentos, sem sentidos
Jogar fora, tudo que me magoa,
Jogar fora tudo que me arrasa
Não quero ressentimentos
Não tenho ressentimentos
Ressentimentos macula a alma
Enferruja o coração
Apodrece o espirito e adoece o corpo
Vou mudar
Vou lutar
E vou vencer.

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

O celular


Não imaginei que tão cedo eu iria te escutar
Não esperava, mesmo esperando que iria ligar
Surpresa?
Foi, e eu gostei
Coisas da vida?
Não sei
Só sei que a surpresa me fez bem
Chegar de mansinho assim é bom
Dá frio na espinha
Faz o coração palpitar
Nada acontece se não tiver que acontecer
O corpo só embala, quando quer se envolver
Dentro da taça o balsamo do amor
Champanhe, ou vinho rosé
Não importa
Se vier de surpresa na madrugada
Trazida pelo orvalho da noite e o luar

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Meu coração ainda pulsa



Apesar da dor que essa ausência me causa
apesar desses desencontros
Meu coração ainda pulsa
Apesar da angustia que você me causou

Mesmo em lagrimas
Escondidas atrás do meu sorriso
Meu coração ainda pulsa
Mesmo que ainda sangre por esse amor

Meu coração pulsa calado
Enquanto minh'alma grita sufocada 
Enlouquecida, de dor

Mesmo sofrendo
Mesmo inercia dos meus pensamentos
Meu coração ainda pulsa

domingo, 21 de outubro de 2012

Carmem




Mais uma vez Carmem volta a passar pela mesma situação de anos atrás, uma frase, uma palavra, nada, Solange foi embora deixando pra trás uma alma ferida e triste, jogada no chão naquele quarto decorado a quatro mãos,
Não, Solange não disse nada, arrumou suas malas e saiu.
Carmem sem saber o por que de tudo aquilo, se agarrou as lembranças, abraçando aquele  travesseiro que Solange havia deixado pra trás, o perfume, alguns fios de cabelo.
Carmem chorava abraçada ao  travesseiro, lembranças e varias perguntas sem resposta.
Por que?
O que fiz
Aonde errei?
Carmem era mulher dedicada e amorosa, não contava com tamanha frieza, e uma fuga em silêncio de Solange  ela precisava de explicações, mais como? Solange saiu sem olhar pra trás, saiu com o mesmo silêncio que arrumava suas malas.
Carmem depois de horas chorando, levantou e foi procurar Solange.
Saiu desnorteada, dirigindo o carro sem mesmo saber pra onde ir, rodou o quarteirão que morava, foi em lugares que as duas frequentava e nada.
Carmem para o carro em uma praça, pois seus olhos embaçados pelas lagrimas, já não permitia que ela conduzisse o carro sem correr perigo,
Carmem ficou alí parada, chorando e pensando nos motivos que levaram Solange a abandonar. E como num passo de magica, engoli teu choro, enxuga suas lagrimas, levanta a cabeça, respira fundo e decide deixa o passado pra  trás, conformada com aquela situação, Carmem dá partida no carro, e ao vira o volante, dá de cara com sua amada nos braços de outra.
Suas vistas embaçaram e um ódio invadi aquela mulher que até então era um doce, meiga.
Acelerou o carro e  o atirou em cima daquelas mulheres, que caíram uma do lado da outra, mortas. Carmem desesperada desce do carro e ver o que havia feito, se ajoelha no chão coloca a cabeça da amada no colo, beija seus lábios sujos de sangue, e fica ali, enquanto a multidão assistem a tudo aquilo em silêncio.

A morte é certa


Hoje odeio tudo em você
Hoje eu quero te esquecer

Não quero sua amizade
Não quero mais você

A morte é certa
E a vida anda pra frente

Se o tempo não bastar pra esquecer
A raiva ajuda o coração apodrecer

É a vida que se segui
Seu caminho torto, e pedras pra tropeçar

Se o tempo não bastar
Uma garrafa de tequila pode ajudar

Liberdade de viver


Nada como se sentir livre novamente
Sem amarras
Sem cobranças
Sem apelações
Sem ser observada
Nada como a liberdade de voltar a escrever novamente
Meus sentimentos
Meus sonhos
Minhas fantasias
Meu dia a dia
Sem ter que dá explicações
Nada como a liberdade de voltar a espirar a ar da vida
Nada como voltar a viver
Nada como a liberdade de voltar a sorrir
Nada como a liberdade de me expressar
Nada como o alivio da missão
Nada como ter passado por mais uma provação
Deus coloca as pessoas certas na hora certa
Deus sabe quem precisa de ajuda, e Deus sabe quem pode salvar
Eu me libertei
E te libertei
Dos medos
Te ensinei a viver a ser gente de novo
Nada como a liberdade de poder gritar aos quatros ventos
Agora posso voar, a liberdade é o meu lugar
Nada de cadeados, nada de celas, meu espirito esta liberto novamente
Sou livre eu sei
Prisão sem muros
amordaças sem nó
O coração tá batendo novamente livre, leve, solto....

sábado, 20 de outubro de 2012

Dia da poesia


Hoje é o dia do amor
Dia da dor
Dia da saudades das lembranças
Hoje é dia da flor
Dia da noite e do dia
Hoje é dia da chuva da brisa do mar
Dia de sonho e de sonhar
Hoje é dia de sorrir
Dia de deixar as lagrimas rolar
Dia das folhas secas das arvores floridas, das ondas do mar
Hoje é o dia do prazer, da vida 
Dia de chorar
Dia do lamento
Dia da ironia,
Hoje é dia de enlouquecer, sorrir se dar
Dia da deixar a lucidez de lado
Sair,
Partir
Ir ali, ou acolá 
Hoje é o dia da vida  
Dos poetas
Das letras, das musicas, de Deus do nosso lar
Hoje é o DIA DA POESIA
Vamos todos comemorar.
Cássia Freitas
14/03/2011

Boêmia


A noite sempre foi minha companhia
Sou uma mulher boêmia, gosto da noite no bar
Gosto de uma boate pra dança
Gosto de um teatro pra apreciar
Gosto das calçadas iluminadas pelos faróis
Gosto das pessoas que perambulam de um lado pra outro
Gosto dos olhares mal intencionados
Gosto de respirar o ar frio da madrugada
Gosto de ouvir aquele samba sincopado
Gosto da musica brega com o coração machucado
Sou boêmia sim
Tudo é mais iluminado
Gosto de ver prostitutas e traveis todo arrumados
Gosto do mistério da noite
Da paquera, da bebida forte
Gosto de dançar agarrada
Gosto de ser desejada
gosto de me exibe num karaoké ou levar meu violão debaixo do braço
A gaita leve do blues trazendo os anjos cá pra baixo
Todos juntos viajando num mesmo compasso
É disso que gosto
De viver o dia e degusta a noite
Sou boêmia sim
Sou a lua, sou a estrela o sol que amanhece no seu quarto;

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Acabou...

Não eu não sinto mais nada
Não consigo visualizar o amor, nada restou
Nem lembranças
Nem imagens, nada
Olho em silêncio as fotos
Leio e releio bilhetes, cartas, cartões
Não, não sinto mais nada
Meu coração não palpita
Meus olhos não lagrimejam de emoção
Não sinto minhas mãos suar
Não sinto mais o corpo trepidar

Acabou a emoção
Acabou...

Não é culpa minha nem sua
Meu coração que deixou de te amar.


quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Verdade "sim ou não" ?


Verdades quem as gosta de ouvir, quem esta verdadeiramente preparado pra ouvir aquilo que não gostaria.
Muitos ainda preferem viver sendo enganados, quer dizer se enganando, e isso é péssimo.
Como pode dizer que gosta da verdade, que quer uma pessoa sincera, e quando ouvi a verdade, pronto:
é motivo pra briga, questionamento, sei que a verdade doe, mais é melhor que viver sendo engado.
Eu prefiro sofrer com a verdade do que com o engano
E deixa desse negocio que "não falei pra te poupar" e quem pensa que quero ser poupada, pior é a verdade aparece, depois de um tempo, e você fica se sentindo o pior de todos os lixos.
Então nunca me peça pra ser mentirosa comigo mesma, as vezes é preciso mentir é verdade, porque tem pessoas que não tem estrutura para ouvir a verdade.
Principalmente no relacionamento, o que adianta poupar e sofrer duplamente?
Eu prefiro a verdade.
Ela doe mais é mais fácil cicatrizar.


domingo, 14 de outubro de 2012

O amor que me encontre

O amor precisa me surpreender novamente, nada a mim é mais novidade, nada me surpreende.
Passei por  algumas faces do amor, eu já amei demais, já amei de menos, já fui muito amada, e fui só usada, já traí, já fui traída, faces não muito boa que o amor nos deixa provar.
Ah o AMOR!!!
Já fui abandonada, já abandonei, já sentir a dor da perca, essa doe até hoje, por que perde meu único e verdadeiro amor, muitos pode até achar que o valor só foi dado depois da morte, mais não foi, eu a amava de um jeito e fui amada de um jeito único  tanto que o amor continua após a morte e é ele que me ajuda a seguir e ir tentando e conhecendo as outras formas de amar.
Acreditei por varias vezes num novo amor, e ele me fez sorrir novamente, me fez ter esperança, me sossegou e me desassossegou, me fez chorar, me causou dor, mais eu estou aqui firme e forte na luta na espera, eu não procurarei mais, não buscarei mais, se o amor quiser me fazer feliz ele que me encontre, joguei a toalha.,
O amor me permitiu ouvir declaração, ganhar serenata, receber cartas, achar bilhetes na bolsa, no bolso da saia, Eu ouvir muitos eu te amo, mais eu só repetir de volta pra quem eu estava amando, e isso foi privilégio teira   do amor que já se foi, e as outras duas, essas eu prefiro não falar o nome.
O amor já me permitiu muda por varias vezes, cada amor, nos permite um novo visual, uma nova roupa, um salto mais alto, nos faz mais vaidosa, mais também quando vai embora, leva tudo com ele, deixando a tristeza e essa cruelmente se apodera do coração da gente, e se não procurar um novo estimulo pra viver, nos joga num buraco sujo e quase sem volta.
Por amor eu já quis mudar de cidade, por amor fiz planos, por amor eu quis casar, por amor não tive medo de assumir meu sentimento, por esse amor eu teria mudado tudo, eu teria mudado, mais ai,  o amor queria me ensinar,, mais uma de suas facetas,  outra rasteira, sem explicação, sem motivos aparentes, uma simples e doloroso sms, "me esquece, acabou, não me procure mais" e uma expulsão das redes socias da vida, cai mais levantei, depois de algum tempo reencontro proposto por ela, pra pede perdão, dizer que me amava e sentia minha falta,e que estava arrependida por ter terminado, mais o motivo a tal explicação, essa nunca tive, meu coração até balançou, mais achei melhor deixar como estava, o amor tem muito ainda pra me ensinar.
Decepções, sei terei sempre, mais não vou desiste de ser feliz, afinal foi pra isso que Deus me deu vida.
Mais não vou mais procurar pelo amor ele se quiser que me encontre.
EU estou aqui, livre, leve e pronta

sábado, 6 de outubro de 2012

Perdida


Minha mãe sempre me diz, filha toma cuidado com as pessoas, não confia, amigos verdadeiros só se conhece na dificuldade, amor verdadeiro só se conhece na dificuldade, e ela esta certíssima quanto as duas coisas, mais agente como é teimoso e sempre acha que esta certo, acaba não ouvindo os conselhos,  mergulha de cabeça e acaba quebrando o pescoço, ficando com pés e mãos atadas, sem saber o que fazer e a quem recorrer.
 Saber até a gente sabe, mais e o orgulho, fica aonde?
Ninguém quer ouvir a celebre frase " Eu te avisei" é chato admite que você sempre esteve errado, mais se não tentar como vai saber?
As vezes é preciso quebrar a cara pra enxergar o que sempre esteve obvio aos olhos de todos menos dos seus.
Eu ando passando por isso e não é a primeira vez, errar é humano, errar uma, duas vezes, é normal, mais errar pela milessima vez já é mais do que burrice, é ingenuidade achar que as pessoas são diferentes, alias são, cada uma mais dissimulada que a outra, certas pessoas são tão incrivelmente mal caráter  que chegam a chorar jurando fidelidade, e na verdade não passa de cinismo, a pessoa mente tanto que até ela mesma, acredita nela.
Eu estou cansada, e me vejo presa em certas situações que eu não consigo dá um basta, uma solução.
Uma amiga me aconselhou a procurar uma Psicologa, por que só com um profissional vou poder de verdade expor, bota pra fora meus bichos, ela tem razão, algo me sufoca.
Algo me deprime, algo me prende e eu não sei o que, eu só sei que não é do jeito que ando fazendo,que vou resolver, por que só me machuco mais e mais.
Preciso achar o meu caminho, preciso encontrar comigo mesma, pra quem sabe um dia, eu voltar a ser EU.

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Mais uma vez


Mais uma vez sentir meu coração aperta com saudades de você
Mais uma vez sente sua alma toca meu corpo com seu respirar
Mais uma vez o meu no seu se encontrou pra se amar

Mais uma vez eu queria te beijar pra navegar
Mais uma vez queria te respirar pra dentro de mim
Mais uma vez eu queria através do espelho te enxergar
Só mais uma vez

Mais uma vez sentir meu coração se agitar ao te encontrar
Mais uma vez sentir teu gosto ao me beijar
Meu eu em você se entregar

Mais uma vez naveguei nas veias do seu corpo
Mais uma vez me alojei no teu peito, me acolhe no lado esquerdo
Mais uma vez como ar, penetrei seus pensamentos

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

RESPOSTA


Ser amado é tudo que um ser humano normal quer pra si e pros outros...
Quem não gostaria de receber uma declaração de AMOR, eu já recebi, e ficar em silêncio e não dizer nada, não é desmerecer, é simplesmente não saber o que dizer, ser tocado com tal acontecimento é algo que precisa de uns minutos até dias pra assimilar, mesmo quando sabe dessa imensidão toda, ganhei um video,  com conteúdo bastante emocionante, minha reação? foi de emoção, deveria ter ligado pras agradecer, mais não se agradece por alguém nos amar, e todo mundo tem o direito de amar,  eu também amo, não sei se a pessoa certa, mais amo e eu não espero nada, só quero ver a pessoa feliz, por que meu coração também o fica, já tive um amor, e esse é pra sempre, amei o quanto durou, ainda não e sei que amarei por toda minha vida.
Amor não se cobra
Amor não se acusa
Se você ama, ame, mais ame de verdade
O amor não tem culpa
O coração não escolhe, o coração não se domina a si próprio
O coração só é um guardador de sentimentos e ressentimentos
Amar é querer, é um bem querer.

sábado, 15 de setembro de 2012

Foolishness


De repente me vi perdida entre o que sou e o que virei
não sou de levar desaforo pra casa, mais dessa vez levei um tapa
E não foi por que merece, nem eu mesma sei
Só sei que diante de tal violência, repensar é a solução
Não posso deixa que o que virei machuque o que eu sou

Me calei por que sempre fui calada
não sangrei por que meu coração parou de bater
Não senti mais dor, por que não existe mais você

deixei de ser,
Eu quero é estar
confuso tudo isso?
Eu sei
Pra quer entender
Se o entendimento é passivo
como entender o impossível?

Louco isso...
quem sou?
Algo esquisito

Virei o amor
E o amor mexeu comigo.

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Solidão


Durante as inumeras noites que fiquei sem dormir.
As inumeras noites que acordei no meio da noite angustiada.
Uma estrela me fazia companhia da janela do meu quarto.
Parece que ela conversava comigo
as vezes seu brilho era intenso e as vezes piscava como se me dizesse você não esta só
E era exatamente assim que me sentia, sozinha aquela noite.


sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Por uma borboleta



Andei algum tempo buscando algo pra me inspirar, confesso que tentei por varias vezes escrever, lembrei do passado, coloquei a trilha sonora da minha vida, sair, fui a lugares que me faz lembrar de coisas boas, e de coisas ruins, não me importava de onde viesse, se era da dor ou da alegria, eu queria mesmo era fazer o que faço agora, escrever.
Isso me faz sentir a essência da vida, passei noites em branco, andei por bares, bebi todas, revi amigos, sair pra beber quase todos os dias e nada da inspiração chegar.
E depois de tantos sorrisos forçados, disfarçando a tristeza que havia dentro de mim, dessa vez eu sorrir de verdade, durante a conversa informal com uma Representante de cartões pra floricultura fomos descobrindo algo em comum, mesmo signo, mesmo gosto musical, torcíamos pro mesmo time, e o que era mais incrível  musica de dor de cotovelo fazia ela lembrar alguém que a fez sofrer, a mim de alguém que foi embora pra nunca mais voltar.
Ganhei um presente depois de termos fechado um negocio, um chaveiro lindo de vidro com uma borboleta, que ilumina quando é tocada, como ela adivinhou que eu sou apaixonada por borboletas?
Simplesmente era também seu bichinho favorito, ela também era uma apaixonada por borboletas e eu depois dessa gentileza, tirei o CD que eu escutava e que a fazia ter tantas lembranças, coloquei uma dedicatória e antes dela sair a presenteei com o mesmo, um abraço, um beijo no rosto e um inicio quem sabe de uma amizade, sempre que eu olhar pro chaveiro vou lembrar dela e tenho certeza que ela quando escuta o CD também vai lembrar de mim, e não só das lembranças tristes, duas pessoas totalmente diferentes uma da outra, mais com gostos parecidos.
E eu, Eu estou de volta!

amém?

sábado, 21 de julho de 2012

Aluga-se um coração



ALUGA-SE UM CORAÇÃO
NÃO PRECISA DE FIADOR OU AVALISTA
BASTA QUERER CUIDAR


VENDE-SE OU ALUGA-SE
PODE FICAR O TEMPO QUE DESEJAR
A PORTA NÃO TEM CHAVE OU CADEADO



EXIGÊNCIA:


NA SAIDA DEIXAR COMO ENCONTROU
LIMPO SEM MAGOA OU DOR!


OBS: QUANDO SAIR, DEIXE A PORTA ABERTA,
ALGUÉM PODE PRECISAR SE ACONCHEGAR.


GRATA!

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Máscara que cai


Dizem que agente só passa a conhecer as pessoas convivendo com elas, isso é uma grande verdade.
Começamos a conviver e passamos a ver os defeitos, defeitos esse camuflado, mascarado...
E vem a decepção
Vem um monte se sentimentos então desconhecidos em relação a pessoa.
A vontade é de sumir, por que é uma situação difícil de se lhe dá
Aff, até que no dia dia se tenta minimizar as coisas mais é difícil pra burro
Você ter que suporta certas coisas e o comportamento então?
Totalmente alheio ao seu conhecimento.
Traduzindo: Decepção total


segunda-feira, 2 de julho de 2012

O amor estar no ar





O AMOR É SURPREENDENTE
CHEGA SEM AVISAR, E AS VEZES SE VAI SEM NEM DIZER O PORQUE
DEIXA MARCAS
DORES
LÁGRIMAS E UMA PROFUNDA SOLIDÃO
MAIS TAMBÉM NOS ENSINA
QUE O AMOR É MARAVILHOSO, E QUE TEM QUE SER VIVIDO INTENSAMENTE
SEM MEDO, SEM PRECONCEITO
SIMPLESMENTE, VIVER O AMOR.

#Pravc

sábado, 30 de junho de 2012

Na estrada


Estava eu, e á frente aquela imensa estrada, não sei pra onde ela me levava, só via naquele momento que nós nos fazíamos companhia, ela no seu infinito e eu buscando um lugar,
lembro que a estrada era lisinha, muitas árvores no caminho, um intenso silêncio, eu não pensava em nada, so continuei seguindo, lembro, que o velocímetro marcava 120km então diminuir, eu não estava com pressa pra que então correr?
Era só eu e a estrada, e pelo retrovisor, o que havia atrás de mim? Nada, só um imenso vazio, um vasto silêncio que me seguia, eu não sabia pra onde eu estava indo, mais a estrada sabia pra onde estava me levando, eu eu só a seguia...
Pra quebrar aquele silencio, liguei o radio do carro, e a música que tocava, coincidência ou não era " a dois passos do paraiso " da banda Blitz a muito tempo eu não a escutava, eu rir... E pensei: Sera?
Continuei ouvindo a musica e seguir meu caminho, eu não sabia pra onde eu estava indo, naquela manhã eu só queria mesmo era sumir, nem sei o motivo, mais queria ficar comigo mesma, não importava aonde, só sei que a estrada nesses momentos é minha melhor companhia, ela sempre me leva, pra onde eu não sei, e ai é que esta o bom da vida, acho que pra isso foi feita as estradas, pra nos levar, pra algum lugar.
De repente uma distração, uns animais cruzando a pista e que bom eu já havia diminuído a velocidade, deu tempo de frear sem danos a mim e aquelas criaturas, logo depois eu vi que era uma família tamanduá, indo talvez pra um passeio de domingo...  risos, ou indo visita os parentes do outra lado da pista,  depois que eles passaram seguir meu caminho mais atenta, esperando que outra família estivesse saindo pra seu passeio matinal, era 8 horas da manhã, lembro que sair de casa as 4hs da madrugada, estava com insônia, joguei duas pecas de roupa na bolsa, peguei o carro e sair...
Lembro que depois da musica da Blitz a radio so tocava musicas antigas, e elas me permitiam lembrar de tantas coisas, minha infância, meu primeiro cachorro, meu primeiro namoradinho...
Desliguei o radio, passei a escutar só o som do vento nas folhas das arvores, e as vezes o canto dos passaros, a estrada não terminava, não havia posto, casas, nada, só então me dei conta, que eu realmente não sabia pra onde eu estava indo, mais mesmo assim continuei, liguei o som do carro novamente e coloquei o cd do Bob Marley e dessa vez nas alturas, pisei um pouco mais fundo, cantando e dançando comigo mesma, lembrando e rindo sozinha das loucuras que já fiz.
Levei um baita susto quando de repente, saindo do nada, uma moto ultrapassou o carro em alta velocidade, o susto foi tão  grande que parei o carro, pra recompor meu folego e as batidas do coração, tomei um pouco d'água e continuei na estrada, dessa vez não mais tão tranquila, pois realmente aquele motociclista me assustou, contnuei minha viagem e nem sinal da moto, fui seguindo aquela estrada que não acabava nunca, muitas arvores, uma mata fechada.
Passados uns trinta minutos eu revi a moto que me assustou, parada a beira da estrada, diminuir a velocidade pra ver quem era a pessoa que estava pilotando aquela maquina, uma harley linda... de repente vejo o mato mexer, lembro que o capacete estava em cima da moto, sozinha saindo de trás dos arbustro uma mulher, a olhei pelo retrovisor e seguir viagem devagarinho, sem assusta-la ou parar pra perguntar alguma coisa...  
Fiquei mais tranquila ao ver que era uma mulher que pilotava aquela máquina, e continuei minha jornada pela aquela estrada infinda.
Passado mais uma hora sem ter contato com mais nenhum ser vivente, és que finalmente chego a um entrocamento e com ele carros,
Pensei aliviada:
Não estou perdida. e segui
Quilômetros depois, um posto de gasolina, uma Churrascaria, abastece o carro e fui comer alguma coisa, o posto estava cheio e por consequência a churrascaria também, consegui uma mesa com muito custo,  quando sentei, olhei para o lado, reconhece aquele rosto na mesa ao lado, era a motociclista que me assustou na estrada, nos cumprimentamos com o olhar, nossos olhares se cruzavam entre uma garfada e outra, quando ela se preparava pra levantar, eu perguntei sem medo de levar um fora: 
Foi você que vi na estrada?
- Ela respondeu que sim, e sentou-se novamente, 
Eu curiosa, perguntei pra onde ela estava indo? 
Ela sorriu de canto de boca e falou: 
Não sei, gosto de pega a estrada quando preciso ficar só.
Vi então que não era só eu que sai sem destino e fazia da estrada uma real companhia,
 Ela me preguntou:
E Você esta indo pra onde? 
Eu rir e responde: 
Eu?
Sinceramente?
Eu  também não sei, sair de casa as 4 da madrugada, e agora estou eu aqui, não sei ainda aonde estou, quando eu achar uma lugar sossegado e tiver uma hospedagem eu fico pra descansar e depois volto pra minha rotina... 
Ela me olhou sorriu, levantou e me deu tchau.
Eu mais uma vez, fiz outra pergunta: 
Qual seu nome? 
Ela misteriosa disse, o primeiro que você imaginou que eu tenha,
E o seu? Me perguntou ela: 
E eu falei, coincidência, exatamente esse que você imaginou... 
Ela: Então tá, prazer, e eu o prazer foi meu.
Ela saiu da churascaria e seguiu o caminho dela. eu ainda fiquei ali, aproveitei pra ligar pra minha mãe.
Peguei meu carro liguei o som e seguir o meu caminho, mais aquela mulher virava e mexia vinha no meu pensamento.
Passei por alguns cidadezinhas, ate que encontrei o que eu queria, uma pousada linda, muitas flores ao redor, barulho de cachoeira, me hospedei, fui pro quarto um banho e deitei um pouco pra relaxar, liguei a tv  e acabei pegando no sono, e acordei as 8hs, na hora do jantar, levantei me arrumei  e fui jantar, quando estou estrando no restaurante da pousada és quem eu vejo, a motociclista, só que ao invés daquele rosto serio, ela estava ao telefone sorrindo, fiquei a observando de longe, era perfeita aquela mulher, tanto misterio, que me deixou encantada.
Deixei que ela notasse a minha presença, sentei numa mesa em frente a dela, e fiquei na minha, não a olhei, nem dirigir a palavra, ela ria muito ao telefone,
Pensei: certamente fala com os filhos ou com o marido, ou namorado. quando ela desligou o telefone, meu corpo gelou quando eu a vi olhando pra mesa que eu estava, e quando eu a olhava ela desviava o olhar. ficamos nessa, até que não aquentei mais, me levantei e sem me dirigir a ela fui em direção a porta de saída sem olhar pra trás. 
Foi quando ela falou: oi, mais eu continuei a caminhar em direção a saida, e fui pro meu quarto, deitei na cama com o coração aos pulos, e me xingava, por que não responde, que idiota que sou...
De repente 3 batidas na porta do quarto, gelei,
Pensei:  É ela, que diabos esta acontecendo comigo? Me perguntava...
A pessoa do outro lado insistiu, levantei e abrir a porta, era a recepcionista da pousada, uma rosa e um bilhete, mandaram entregar, uma moça que estava de moto, ela ja foi embora, so parou pra jantar, sorrir meio sem graca recebi fechei a porta, cheirei a rosa e abrir o envelope,


 " Boa noite ! Sou a motociclista que você encontrou na estrada, desculpe não te sido simpática, estou curtindo uma força de 2 anos, estou tentando me reencontrar, gostei de você, espero que tenha sido reciproco. me liga  xxxxxxxxx.
Obs: A proposito meu nome é Camila.
beijos tchau "


Abracei aquela rosa, beijei aquele bilhete, deitei na cama, suspirei e dormir feliz

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Quem sabe?

Não quero ondas nem tempestades
Quero a calmaria do seu colo
E a leveza de suas mãos nos meus cabelos

Não procuro confusão e nem tão pouco discutir
Quero palavras contidas
Palavras bonitas infindas, quero poder observar você

Quero o arrepio no corpo, perna a tremer
Não quero arrepio de frio
Quero arrepiar com você
Cheiro no pescoco, dedos me tateando o corpo

Quero tremer de prazer
Quero voar, me perder no espaço
Não é asas que preciso, nem vento a soprar
So preciso dos seus beijo pra poder levitar
Me sentir nas nuvens e no seu corpo repousar

Quero perfume, sabor
Não é cheiro de rosas nem sabor de kasis
Quero o perfume do corpo que a em você
o sabor do seu sexo colado em mim.

sábado, 28 de janeiro de 2012

volto em breve

Passando pra avisar aos meus leitores que breve estarei postando novos textos, afastada por motivo de força maior. Mais logo estarei de volta!
Aproveitem para reler e ler os textos que ainda não foram lidos, e não esqueça de deixar seu comentario.

Obrigado a todos

Cássia

sábado, 7 de janeiro de 2012

Traíção


Tem nada pior que descobre que a pessoa que você ama e diz te amar foi desonesta com você e cometeu o pior a Traição, isso é imperdoável, já fui traída algumas vezes e não falo de relacionamento falo de amizade mesmo,  Você faz planos, conta sua vida, convive, conta seus erros, suas frustrações, e a pessoa na primeira oportunidade usa isso contra você.
É ou não é pra fica puta?
Pior é quando essa pessoa de trai sutilmente, faz a merda depois vem com a cara mais cínica do mundo e lhe conta, como se isso fosse amenizar a traição... Vai se fuder!!!
Você faz um plano conta sua ideia, e logo em seguida lhe passa a perna, chama outra pessoa e coloca sua ideia em pratica, e pior depois de algum tempo quando se ver só na parada por que levou um pé na bunda, ainda tem o cinismo de lhe chamar pra trabalhar junto, é muita cara de pau... Se vira desgraça!
A  vida pra caminhar em paz, sem frustrações, terá de  será baseada no ostracismo, não fale mais, não divida mais meus problemas nem anseios, nem ideias, nem nada, ficar fechada, estar sempre em balanço sem tempo determinado pra reabrir, coração pra amar e boca pra falar.
Quer desabafar, quer contar seus planos, quer expor suas ideias, quer amar e ser amada por um amor puro?
Procure, converse com Deus, se não tiver fé, seu cachorro é um bom ouvinte, as plantas são companheiras fieis, seu quarto, seu travesseiro, chore, desabafe, as paredes ouvem, mais não falam.
Pense antes de se entregar nas mãos de uma pessoa.
Pense antes de dizer "Eu Te Amo"
Não acredite no ciumento, ele só tem medo que você faça o que ele esta acostumado a fazer.
Declaração de amor é linda, mais cuidado, você também pode ser traído, redes sócias então ai pra isso.
Seja honesto com você, por que ninguém conhece ninguém verdadeiramente.
Em outros caso... manda tudo e todos ir a merda e vá viver sua vida!!!

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Juras de Amor Bruno e Marrone


Juras de Amor
Bruno e Marrone


Eu pensei que fosse fácil esquecer
Uma paixão
Descobri como é difícil dominar
O coração
São lembranças e momentos tão marcantes
Tão difíceis de apagar
Coisas simples e não menos importantes
Como posso não lembrar
Do beijo na boca,
Do cheiro da pele,
Das juras de amor
Que eram pra sempre
Não quero lembrar
Que tudo acabou
Só quero lembrar
Dos momentos de amor

Entre elas



Estavam as três amigas, brigadas com seus namorados, chorosas uma desabafava com a outra, enquanto bebiam, e lá pela madrugada já haviam consumido uma garrafa de Whisky e comido quase todos os frios que havia na casa. como havia acabado o Whisky uma delas foi na adega e trouxe a garrafa de vinho que o namorado guardava para uma noite especial, e elas três riam de tudo naquele momento, já estava todas com um teor de álcool grande no corpo, e tudo era motivo de riso e de lagrimas, colocaram musica e começaram a dançar e a rir ao mesmo tempo, as musicas era sugestivas pela tom e sensualidade que a musica causava, uma das moças começou a fazer um strip tese e isso foi contagiando uma a outra quando as trés se vira estavam de lingerie, e a musica da cantora Sade tocava e a sensualidade se aforava entre as meninas, foi quando uma delas se desequilibrou e caiu em cima da outra, pronto foi o que estava faltando pra tudo acontecer, os olhares se cruzaram e quando deram em si já estava se beijando e começaram a sorrir e a coisa foi ficando seria e as meninas começara a se esfregar uma na outra as bocas não se desgrudavam a amiga que estava ao lado também se empolgou deitou-se ao lado e começou a acaricia aquela pele macia e com os dedos contornava aquele bumbum aredondado e por fim colocou suas mãos por dentro da calcinha puxando-a pra baixo  ajoelhada começou a beija e passar sua língua naquelas nádegas arrebitadas, enquanto as outras ainda se beijavam, e começou ali uma descoberta entre as três, continuavam a beber e banha os corpos com aquele vinho caro e raro que estava guardado a 7 chaves, se tocavam delicadamente uma sugava o seio da outra embebido com vinho, as três se amaram, gemiam, e gozaram como nunca haviam tido tal sensação, uma explosão de descobertas e orgasmos tomou conta das três amigas, que depois de uma noite de loucuras descobertas, bebidas e prazer caíram no sono uma ao lado da outra, a primeira a acorda, viu que estavam todas nuas, garrafas espalhadas roupas calcinhas e soutiens todos unidos pala luxuria da noite, ela sentada sentada colocou a mão na cabeça que pesava por conta da ressaca e um sorriso de canto de boca surgiu, levantou-se e foi se banhar, não acreditando no que havia acontecido, não era nada de arrependimento era que no fundo ela lembrava de alguns momentos e gostava da cena que vinha a sua mente, vestiu o roupão e preparou o café pra ela e as meninas arrumou duas bandejas e colocou onde as outras se encontrava, e com um beijo carinho despertou-as, uma ressaca generalizada entre as três uma olhava pra outra e se perguntavam o que havia acontecido em silêncio ninguém dizia nada o café foi tomado em silêncio e depois que tomaram seus banhos as três sentadas permaneceram ali uma olhando pra outra e o silêncio foi quebrado pelo toque do celular, que não foi atendido, de cabeça baixa, as três começaram rir e sem dizer nada se abraçaram, juntaram suas mãos e em um grito de guerra, falaram "unidas para sempre" e o segredo daquela noite ficou guardado pra sempre com elas três

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Por favor! Deixe-me


Por favor é o que te peço
Por favor deixe-me aqui quieta no meu canto
Preciso chorar meus prantos, me deixa aqui
Por favor é a ultima coisa que te peço
Preciso organizar meus pensamento
Preciso caminhar com o vento
Te peço por favor deixe-me aqui
Esse é meu canto esse é meu mundo não invada, esse é meu quarto
Deixe-me com meus pensamentos
Meu corpo não quer mais o seu
Deixe minhas lagrimas correr
Não é você que quero que as enxugue
Prefiro molhar meus cabelos, não me sobre com seu halito quente
Por favor é só que te peço
Deixe-me aqui
Meu caminho não mais te pertence
Seus braços não mais me aquecem
Por favor
Me deixe gritar
Deixa eu tirar de mim essa agonia do peito
Por favor
Deixe-me viver esse momento
Cansei de tempestades eu quero calmaria
Cansei de chorar de tristeza
Quero chorar e sorrir de alegria
Por favor!!!
Deixe-me aqui