quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Trégua


Enfim ontem meu coração conseguiu uma trégua
Trégua pra sofrer
Trégua pra parar de sangrar
Trégua até pra amar

Enfim hoje meu coração terá uma trégua pra pensar
Trégua pra encarar os erros e acertos
Trégua pra decide se quer continuar

Finalmente amanhece com alma e coração  sem dor
A angustia que me angustiava deu trégua pra mim
Trégua pra discerne
Trégua pra eu pensar em mim

Amanhã num futuro talvez
O meu ontem passe a ser hoje
E meu hoje meu amanhecer feliz
Darei trégua definitiva ao meu passado

Quero viver
Quero trégua
Não quero mais sofrer.

2 comentários:

  1. Dê muitas mais tréguas ao seu coração, querida.
    São necessárias as tréguas para se fazer balanços da nossa vida... como demonstra neste belissimo poema.
    Amei.
    Bjito e uma flor.

    ResponderExcluir
  2. Engraçado que eu sempre quero viver tudo até o úlitmo. Esgotar. Gastar. Nunca pedi trégua. Vivo tudo sem abstrair nada. Se tiver que sofrer, sofro até a última gota. rs

    bacio

    ResponderExcluir

Dê vida ao blog, deixe seu comentário ele é muito importante