terça-feira, 22 de março de 2011

Saciar sua sede


Vem percorri meu corpo
Busca no meu peito seu abrigo aconchego
Vem, me deixa ser teu vento
Saciar sua sede com meus beijos
Vem percorre, anda, pisa descalça meu corpo
Suaviza minha dor com seus passos
Santifica minha alma com seu toque
Vem me faz sua,
Percorre meu espírito sedento de você
Deserto, infinito, gelado
Derrete, bebe, engoli
Gole a gole.
Suor, gozo, pecado.

CássiaFreitas 

4 comentários:

  1. UAU!Tudo esse poema..É um amor totalmente entregue sem hesitações ou pudores..

    Shalom

    ResponderExcluir
  2. UUUi, que que expressão mais mais mais que real. Que maravilha a sua forma de amar. Adoro.Parabéns insasiaveis.

    ResponderExcluir
  3. Lindooo demaissss..
    Parabéns..
    Beijosss...

    ResponderExcluir
  4. É uma loucura o que habita dentro de mim, ai quando menos espero saia algo desse tipo, cheio de sentimentos.

    valeu pessoas amadas

    beijos

    ResponderExcluir

Dê vida ao blog, deixe seu comentário ele é muito importante