sexta-feira, 11 de março de 2011

Madrugada


E mais uma vez um pavor invade minha vida, o silêncio da madrugada é assustador, e o medo toma conta de mim, uma angustia sem fim, estou só... As horas passam vagarosamente, os pensamentos se multiplicam e o raciocínio não vem, quero fechar os olhos e descansar, mais o barulho silencio da noite me apavora me deixando inerte e solitária.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê vida ao blog, deixe seu comentário ele é muito importante