segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Estava o tempo todo ao meu lado



Demorei pra me dar conta que o amor estava ao meu lado, a 5 anos e só agora me dei conta, que diante dos meus olhos havia uma mulher especial. As vezes durona, outras mandona, mais que no fundo é uma pessoa sensível, delicada tal qual uma rosa ao vento que precisa de proteção pra não cair suas pétalas. E tudo começou a clarear em nossas vidas depois de uma mal entendido, durante um show, eu jamais poderia imaginar que eu e ela pudéssemos ter alguma coisa, ela noiva, praticamente casada e foi justamente por causa desse noivo que acabamos nos aproximando, um show uma paquera,uma cena de ciúmes, foi só então que a notei... A noite de ambas acabou naquele instante, ela em crise com o noivo e eu o pivô inocente daquela discussão.
Como ela ficara sem transporte aquela noite, ofereci uma carona, aquela hora era difícil, até consegui um taxi e carona foi aceita... foi uma saia justa, acabamos discutindo, por causa de um cara que eu nem conhecia, e que sem saber que ela é eu ja nos conhecia ele tento uma investida, tentei explicar em vão, ate que não mais me contive, e com raiva gritei que eu lésbica, e que se fosse ela que tivesse me paquerado eu aceitaria a investida, me olhando assustada, ela pediu pra eu repete, e eu expliquei que era lésbica e que a briga dela com o noivo fora em vão... ela pediu desculpas, chorou e eu delicadamente ofereci meu carinho e meu ombro, e diante daquela situação, ela frágil, me aproveitei daquele clima e a beijei... não, claro que ela não retribuiu, pelo contrario...
Ao caminho da casa dela fomos em total silencio. minha cabeça só pensava: Deus o que fiz? vou perder meu emprego e agora? como vou pagar as prestações do carro? peço desculpas e que faço?
Chegamos... a deixei em casa, e continuamos em silencio... segui meu caminho...
Não dormir, e também não fui trabalhar, pensei! Pra que? serei demitida mesmo, afinal de contas ela é minha chefe, e pior, pensei logo no preconceito.
Passei todo dia pensando ate não aguentar mais e peguei no sono, acordei só no dia seguinte e com a cara e a coragem me dirige a Empresa, claro todos queriam saber porque não fui trabalhar, só reponde que eu havia me dado folga... foi quando have entrar, meu coração gelou, minhas pernas bambearam. Dei um bom dia seco, cabisbaixo. Ela autoritária como sempre... vai ate minha sala... Fui morrendo de medo, mais fui, meu medo naquele momento não era de perder o emprego, era de perde-la, aquele beijo não sai da minha cabeça..
Ela não me disse nada relacionado ao acontecido, apenas perguntou se o relatório estava pronto e queria ver.. respirei fundo...que alivio...não foi dessa vez.
Quando chegou o horário de almoço, fui a sala dela e a convidei pra almoçar comigo, pede pra conversar e ela pra minha surpresa aceitou..
Como não queria que nos vissem juntas por varios motivos, cada uma foi no seu próprio carro, e durante o almoço, falei tudo sobre minha vida, e pede que isso ficasse só entre nós e ela me confidenciou,desabafou e contou que também gostava de mulher e que vive um conflito com ela mesma a anos.Nos tornamos amigas e hoje estamos vivendo um começo de uma relação, tudo com calma sem alarde um namoro tranquilo escondido, mais que esta cada dia mais gostoso, eu redescobrir o amor, ela o começo de uma nova vida.Dentro da empresa nada mudou,as vezes tenho vontade de abraça-la de beija-la mais me contenho esperando a noite chegar...
trocamos palavras pelo skype de carinho de saudades, mais quando nos encontramos o tratamento é o mesmo, ela manda e eu obedeço, só que agora com muito mais prazer em realizar cada tarefa a mim ordenada, quem diria que aquela mulher tão autoritária durona as vezes até ignorante com os funcionários tinha uma mulher tão delicada, tão carinhosa uma mulher surpreendente, e eu todos os dia acordo mais apaixonada... E pensar que meu amor estava todo tempo do lado e eu nem percebia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê vida ao blog, deixe seu comentário ele é muito importante