sábado, 26 de fevereiro de 2011

Momento de Reflexão



VIDEO EXTRAIDO DO YOUTUBE




Do sacrifício a penitencia
O sangue derramado o perdão da alma
Deus luz divina refrigério da alma
O sacrifício o perdão
Do perdão o resgate da alma


Texto: Cássia Freitas

A dor que doe



Eu sei o quanto doe perder alguém que se ama
O corpo doe, a alma doe o coração sangra
tudo se perde no tempo que não passa e que só as lágrimas faz companhia
É muito duro perder que se ama
A comida perde o gosto o doce fica amargo a dor permanece intacta
E por mais que se queria esquecer, as lembranças vem com o vento que passa
A musica que toca na vizinha, no sorriso de alguém,e nos espelho as lembranças
E dor que doe, uma ferida aberta,
Tudo emociona, as folhas que caem o vai e vem das ondas
A dor de perder alguém é doida
O coração chora, geme, se angustia
A alma grita de agonia
Nada, nenhuma palavra consola
E quanto mais se tenta esquecer, mais aquela dor aumenta
E não adianta olhar fotos, ver aqueles videos de familia
A dor de perder alguém é doida, dolorida...

Silêncio apaixonante



Ela chegou assim
Faceira calada
Um silencio apaixonante
Não dizia nada mais me provocava
Uma princesa de olhar singelo, as vezes grosseira sem palavras
Ela permaneceu o tempo todo calada
Me instigou os extintos de mulher
Busquei ela com palavras
E ela ali parada calada sem me dizer nada
Uma aparente altivez
Arrogante e delicada
Uma mulher de traços marcante e que me deixou apaixonada

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

A mulher que me atrai



A mulher que me atrai
É aquela que é mulher simplesmente
Que faz meu corpo arrepiar de desejo
A mulher que me atrai
Ser Sensual sem ser vulgar
Cheirosa e feminina
uma mulher simples e elegante
aquela que não anda, flutua
A mulher que me atrai
E delicada como flor ao vento
Que se entrega ao momento
A mulher que me atrai
E aquela que se emociona a cada encontro
Que tem nas mãos o toque mágico
De olhar misterioso
A mulher que me atrai
E verdade e transparência
Que se despi sem medo
com vontade sem preconceitos
A mulher que me atrai
tem a cor e o gosto do pecado
Uma mulher com jeito de menina
A mulher que me atrai
Tem personalidade forte
Mulher decidida
A mulher que me atrai
Tem o ciúme na doze certa
E não descuida da sua companheira
A mulher que me atrai??
.........

*A palavra mais rica do dicionário baiano.*

*PORRA* - *A palavra mais rica do dicionário baiano.*
Esta versátil palavra pode mesmo ser considerada um curinga da línguaportuguesa, principalmente, em *Salvador/BA.*


*PORRA pode ser utilizada para várias situações cotidianas:

- 1 Se você toma um susto: POOORRA!
- 2 Se você vê um amigo: legal te ver, PORRA ou Você sumiu PORRA!
- 3 Se você admira algo: POOOORRA!
- 4 Se você está indignado: Que PORRA!.
- 5 Como adjetivo: Você é uma PORRA!
- 6 Pra mandar alguém se acalmar: Queta PORRA!
- 7 No diminutivo, pode ser elogio: Gosto muito de você, seu PORRINHA!

*Como indicação geográfica:

- 8 Onde fica essa PORRA?
- 9 Na casa da PORRA
- 10 Vá pra PORRA!
- 11 -18:00h-vou embora dessa PORRA!

*Sentido de quantidade:


- 12 Trabalho pra caramba e não ganho PORRA nenhuma!
- 13 Isso é caro pra PORRA!
- 14 Ela mora longe pra PORRA!
- 15 Ela é bonita pra PORRA!

*Substitui qualquer objeto:

- 16 Não se enxerga PORRA nenhuma!
- 17 Não ganhei PORRA nenhuma de presente!
- 18 Vou "picar" a PORRA!(sinônimo de jogar)
- 19 Deixa essa PORRA aí!


By comunidade do orkut/*A palavra mais rica do dicionário baiano.*
http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=111164760

VOU SAIR POR AI




Hoje eu vou sair por ai
Não sei pra onde irei,
só sei que vou sair por ai
Vou com o vento
quem sabe na companhia do tempo
Não sei
Eu só sei que vou sair por ai
Andar, correr, queria mesmo era flutuar
Quem me dera ter asas pra voar
Eu ia sair voando daqui não sei pra onde
voando ali e acolá
Mesmo sem asas
Eu vou sair por ai
não importa quando vou voltar
eu preciso sair
Tenho que procurar
Eu ainda não sei o que
só sei que preciso sair por ai
vou me permitir navegar e quem sabe me encontrar
Andar sobre os trilhos
Eu não sei onde vou parar
Só sei que vou sair por ai, procurar

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Estava o tempo todo ao meu lado



Demorei pra me dar conta que o amor estava ao meu lado, a 5 anos e só agora me dei conta, que diante dos meus olhos havia uma mulher especial. As vezes durona, outras mandona, mais que no fundo é uma pessoa sensível, delicada tal qual uma rosa ao vento que precisa de proteção pra não cair suas pétalas. E tudo começou a clarear em nossas vidas depois de uma mal entendido, durante um show, eu jamais poderia imaginar que eu e ela pudéssemos ter alguma coisa, ela noiva, praticamente casada e foi justamente por causa desse noivo que acabamos nos aproximando, um show uma paquera,uma cena de ciúmes, foi só então que a notei... A noite de ambas acabou naquele instante, ela em crise com o noivo e eu o pivô inocente daquela discussão.
Como ela ficara sem transporte aquela noite, ofereci uma carona, aquela hora era difícil, até consegui um taxi e carona foi aceita... foi uma saia justa, acabamos discutindo, por causa de um cara que eu nem conhecia, e que sem saber que ela é eu ja nos conhecia ele tento uma investida, tentei explicar em vão, ate que não mais me contive, e com raiva gritei que eu lésbica, e que se fosse ela que tivesse me paquerado eu aceitaria a investida, me olhando assustada, ela pediu pra eu repete, e eu expliquei que era lésbica e que a briga dela com o noivo fora em vão... ela pediu desculpas, chorou e eu delicadamente ofereci meu carinho e meu ombro, e diante daquela situação, ela frágil, me aproveitei daquele clima e a beijei... não, claro que ela não retribuiu, pelo contrario...
Ao caminho da casa dela fomos em total silencio. minha cabeça só pensava: Deus o que fiz? vou perder meu emprego e agora? como vou pagar as prestações do carro? peço desculpas e que faço?
Chegamos... a deixei em casa, e continuamos em silencio... segui meu caminho...
Não dormir, e também não fui trabalhar, pensei! Pra que? serei demitida mesmo, afinal de contas ela é minha chefe, e pior, pensei logo no preconceito.
Passei todo dia pensando ate não aguentar mais e peguei no sono, acordei só no dia seguinte e com a cara e a coragem me dirige a Empresa, claro todos queriam saber porque não fui trabalhar, só reponde que eu havia me dado folga... foi quando have entrar, meu coração gelou, minhas pernas bambearam. Dei um bom dia seco, cabisbaixo. Ela autoritária como sempre... vai ate minha sala... Fui morrendo de medo, mais fui, meu medo naquele momento não era de perder o emprego, era de perde-la, aquele beijo não sai da minha cabeça..
Ela não me disse nada relacionado ao acontecido, apenas perguntou se o relatório estava pronto e queria ver.. respirei fundo...que alivio...não foi dessa vez.
Quando chegou o horário de almoço, fui a sala dela e a convidei pra almoçar comigo, pede pra conversar e ela pra minha surpresa aceitou..
Como não queria que nos vissem juntas por varios motivos, cada uma foi no seu próprio carro, e durante o almoço, falei tudo sobre minha vida, e pede que isso ficasse só entre nós e ela me confidenciou,desabafou e contou que também gostava de mulher e que vive um conflito com ela mesma a anos.Nos tornamos amigas e hoje estamos vivendo um começo de uma relação, tudo com calma sem alarde um namoro tranquilo escondido, mais que esta cada dia mais gostoso, eu redescobrir o amor, ela o começo de uma nova vida.Dentro da empresa nada mudou,as vezes tenho vontade de abraça-la de beija-la mais me contenho esperando a noite chegar...
trocamos palavras pelo skype de carinho de saudades, mais quando nos encontramos o tratamento é o mesmo, ela manda e eu obedeço, só que agora com muito mais prazer em realizar cada tarefa a mim ordenada, quem diria que aquela mulher tão autoritária durona as vezes até ignorante com os funcionários tinha uma mulher tão delicada, tão carinhosa uma mulher surpreendente, e eu todos os dia acordo mais apaixonada... E pensar que meu amor estava todo tempo do lado e eu nem percebia

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Lembranças oculta



As vezes me pego pensando em você...

As vezes sorriu as vezes choro, lágrimas de saudade

Lembro dos momentos que passamos juntas

quando corriamos na praia, quando tomavamos banho de chuva, nossas brigas, divergências...

Tudo me faz sentir você.

Sua presença ainda é grande dentro de mim,

lembro de você a cada momento de minha vida

Sinto você em tudo que faço

Sinto você num cheiro de uma flor, num voou de um beija-flor.

Sinto sua presença em tudo

Dentro e fora de mim,

E é nestas lembranças que aprendo a reviver, crescer...

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

MEDO




Tenho medo
Medo de sofrer
Medo de esquecer
Medo de não ser, de fazer
Tenho medo dos meus medos
Medo de abri meu coração
Medo de deixa-lo ser invadido
Pelas desiluções, das falsas paixões
Medo do sim, medo do não
Mais o meu medo maior é não poder te ver
Medo ficar longe
Medo da dor doida da saudade
Medo de não suporta
Medo de não poder voltar
Tenho medo das noites de solidão
Tenho medo da escuridão
Medo do que o espelho me diz
Medo de não mais, poder ser feliz
Mais apesar dos medos
Sinto meu coração invadido por sensações boas
Me vejo ser atraida pelo amor,
Atraida por uma queimação, a paixão!
A fé, a superação
Atraida pela vida,de gritar que te amo
De voar com o vento,
Correr contra o tempo.

Cássia Freitas
14/07/2010