sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Ser ninguém



Como fiquei doente no Natal fiquei em casa comprei uns dvds e resolvi montar meu cinema particular... convidei algumas amigas, entre um filme e outro bebíamos vinho, e comia alguns petiscos, riamos muito e claro falávamos do filme das cenas dos dialogo, eu praticamente ficava em silêncio mesmo porque sentia-me fraca por conta da gripe forte que peguei... durante um tempo fiquei sozinha no meu quarto, olhando pro nada, esvaziei minha mente e fiquei lá...minutos... Uma amiga sentiu minha falta e foi me ver, quando ela adentrou no meu quarto minhas lágrimas escorriam, e nem eu mesma não sabia o porque, só sei que molhava meu rosto e meu lençóis... Ela respeitou aquele momento saiu e fechou a porta. e me deixou lá, meu choro era silencioso, só um tempo depois algo passou a martela minha cabeça, era uma frase algo que eu havia ouvido no filme, com certeza só nesse momento em que fiquei só ela tocou meu coração, e existia em aparecer do nada na minha mente "ou você é alguém ou você não é ninguém."(O Gangster).
Eu não sei quem sou, nem sei pra onde quero ir, vivo numa busca eterna pra descobrir, sei que existe um lugar pra mim, um lugar meu, ainda não encontrei mais sei que existe e eu vou encontrar, ja fiz mil viagens, andei por tantos lugares, trabalhei em tudo aquilo que me dava prazer, mais o que realmente eu quero e quem sou, eu não sei, e a mulher que povoá minha mente, meus rabiscos, meus poemas, onde será que ela esta?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê vida ao blog, deixe seu comentário ele é muito importante